Buscar
  • Besouro da Silva

Besouro entrevista Embaixadora Trans do Instituto Avon, na segunda live do Projeto Mais Diversidade


Na última quarta, 18, aconteceu uma transmissão ao vivo através da conta oficial da Besouro, @besourodasilva, no Instagram com a convidada Brunielly Lemos, que é Embaixadora Trans do Instituto Avon e presidente da Associação Transbordamos, entidade que luta pelos direitos das pessoas transexuais no Brasil.


A live faz parte de uma série de entrevistas realizadas para o projeto Mais Diversidade; uma parceria do Instituto Besouro com a Secretaria de Proteção Global - Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. O objetivo da conversa foi discutir a realidade das pessoas LGBTQIA+ no Brasil, principalmente em relação ao mercado de trabalho e empreendedorismo.

Uma minoria que, historicamente, luta por igualdade e respeito na sociedade, a comunidade LGBTQIA+, também batalha por espaço no mercado para trabalhar e empreender. O empreendedorismo LGBTQIA+ teve algumas conquistas até o momento em relação aos seus direitos e afirmação na sociedade, mas sabemos que a caminhada ainda é longa e sinuosa.


O conservatório sobre Empregabilidade LGBTQIA+ apontou que somente 32% dessa comunidade se sente acolhido nas empresas para trabalhar atualmente. Então, no dia Internacional de Luta contra Homofobia, Transfobia e Bifobia, foi conduzido o bate-papo com Brunielly sobre esses temas tão importantes no nosso tempo.


Em relação aos desafios enfrentados pelas pessoas LGBTQIA+, Brunielly ressaltou ser importante que as empresas tomem uma postura madura diante da pluralidade e diversidade que existe no Brasil. " Hoje as pessoas não querem deixar de ser quem elas são", afirmou. A comunidade LGBTQIA+ enfrenta a dificuldade em ser aceita nesse ambiente corporativo, em razão do preconceito e intolerância, que ainda são grandes obstáculos.


Para atrair esse público para dentro das empresas não adianta apenas abrir a oportunidade, é necessário investir em um preparo no ambiente de trabalho, para que a convivência com os outros colaboradores exista. "É necessário ensinar sobre o que é cis e trans, sem descartar o grau de vulnerabilidade dessa pessoa, transformando o ambiente de trabalho em um local seguro, acolhedor, respeitoso para todos", enfatizou a Embaixadora Trans.


O bate-papo, apresentado pela comunicadora da Besouro, Isabele Beguetto, discorreu por muitos outros tópicos interessantes. Você pode conferir a live completa no Instagram @besourodasilva.

13 visualizações0 comentário
Wpp2.png