Histórias de Lacrimejar

O negócio é comer bem!

O negócio é comer bem!


Que atire a primeira coxinha quem não gosta de comer bem! Ainda mais quando está à frente de uma mesa de salgadinhos recém saídos do forno… É essa a sensação que Patrícia Dias Gonçalves, 44 anos, de Londrina (PR), provoca nos seus clientes. A aluna da primeira turma do Programa Brasil + Empreendedor comanda o seu negócio: Paty Dias Gastronomia.

Toda a história começou quando Patrícia teve sua segunda filha, há seis anos. “Eu não tive coragem de colocá-la na escolinha, então decidi por ficar em casa. Foi quando eu comecei a fazer cursos de doces. Um dia, resolvi fazer um bolo. Gostei, achei que ficou saboroso e comecei a fazer sempre”, lembra. Não deu outra: virou a confeitaria oficial de toda a família! Foi aí que começaram a aparecer encomendas.

Quando viu, estava apaixonada pelos doces. Mas aí os pedidos foram diminuindo… Até que uma amiga perguntou: “Por que você não faz salgados? Vou te ensinar como se faz!” Mesmo relutante, a empreendedora decidiu aceitar a ajuda. Foi aí que aprendeu a fazer risoles, coxinhas, croquetes… Acabou se encantando por esse lado também. Foi só fazer para o aniversário da filha que o povo todo adorou!

Hoje, quem diria, o carro-chefe são os salgados. Só que faltava algo… A teoria, porque a prática já estava ótima! “Eu nunca fiz planejamento, nunca sentei para fazer conta, me baseava pelo preço do concorrente, não tinha orientação de como fazer corretamente. Quando vi o curso, fiquei louca para fazer”, conta. Mais velha do que a idade do público-alvo, Patrícia pediu uma chance para fazer parte da turma.

Conforme a besoura, a capacitação pela metodologia By Necessity® vai ajudá-la na parte de matemática financeira. “Eu tenho dificuldades em fazer planilhas de custo, precificação, lucros e tal”, diz. Mas agora deu para perceber que não é um bicho de sete cabeças, né?

Daqui para frente, Patrícia diz que o curso vai ser muito importante para fazer o planejamento das vendas. Além disso, ela quer seguir o que aprendeu em sala de aula. “Vou continuar fazendo pesquisa de mercado como foi ensinado e vocês [a Besouro] vão me ajudar também me orientando quando surgir dúvidas e dificuldades. Esse período de incubação eu achei sensacional”, salienta.

A maior dificuldade em ser empreendedora, para Patrícia, no momento, é a falta de recursos financeiros. “Por exemplo, eu teria que comprar um freezer para aumentar minha produção, só que não tenho recursos”, diz. Porém, não é isso que vai fazê-la desanimar. “Quem sabe futuramente ter minha cozinha industrial com minhas ferramentas de trabalho apropriadas ou ter meu próprio espaço como uma loja de tortas e salgados”, planeja.

Então, daqui em diante, é mão na massa (literalmente)! “Minha expectativa é conseguir vencer os obstáculos e crescer financeiramente para que eu possa ter uma vida estruturada. Espero poder ajudar as pessoas também, passar meus conhecimentos para os mais necessitados que não têm renda”, finaliza.

Redação: Priscilla Panizzon/Agência Besouro

https://www.facebook.com/patricia.valeriadiasgoncalves

https://www.instagram.com/paty_valery/

Outros Cases de Sucesso

Agência Besouro
whatsapp
whatsapp
maps
facebook
instagram
Inovando Sites Criação de Sites Porto Alegre