Histórias de Lacrimejar

Comida para todos os gostos

Comida para todos os gostos


Hoje em dia, o mercado da alimentação está em transformação. Tem comida de tudo quanto é tipo! Quem está super ligada nas tendências é Luciana Monteiro, 42 anos, de Londrina (PR). Após participar da primeira turma do Programa Brasil + Empreendedor, quer ver seu negócio, o Eu que fiz, bombar!

A decisão de ser uma das participantes do curso de empreendedorismo veio da vontade de abrir a sua empresa de maneira sólida e profissional. “Me ajudará a focar no mercado para meus produtos. Como faço diversos tipos de produtos, consegui definir uma linha e seguir em frente com a divulgação e venda”, conta.

Luciane é só elogios para a capacitação pela metodologia By Necessity®! “Fiquei encantada com tudo. Foi um mundo novo que se abriu para mim”, destaca. Conforme ela, ajudou-a a ter foco e organização, uma vez que ela faz diversos tipos de produtos como artesanato em tricô e crochê, corte e costura e alimentação. “Entendi que não vou dar conta de tudo isso”, diz.

Hoje, a cozinheira faz doces e salgados normais e também faz versões mais saudáveis. Na linha fitness, os produtos disponíveis são: bolos de granola e frutas, cookies de coco e cacau, barrinhas de cereais, pão integral, bolos de aveia e maçã e empadas sem glúten. Além disso, Luciane tem feito aulas de alimentação vegana, para oferecer ainda mais opções à clientela.

A partir do curso, Luciane conseguiu ver o potencial das redes sociais na busca por clientes. “Tenho muita dificuldade em mídias sociais. Confesso que tenho um pouco de preguiça, mas vi a importância e pude usar o que aprendi na Páscoa. Com um pouquinho de divulgação que fiz, tive um aumento nas vendas”, comemora. Foi a primeira vez que fabricou ovos de Páscoa. Ótimo começo, hein!

Além disso, ela conseguiu resolver um contratempo inesperado. “Tive um problema com a fornecedora das embalagens infantis de Páscoa, que em outros tempos me faria ‘congelar’ e não saberia resolver. Resolvi, entreguei todos os meus pedidos e ainda consegui ajudar outra pessoa com as encomendas dela”, relata.

A empreendedora acredita que o diferencial dos seus produtos passa pela qualidade e o visual. Hoje, a maioria dos pedidos são recebidos pela internet, WhatsApp e Facebook, sempre com a ajuda das indicações de amigos e o tão importante boca a boca.

Com o tempo, a empreendedora pensa em formalizar o seu negócio e virar microempreendedora individual (MEI). “Dá uma segurança a mais. Até mesmo em negociações com fornecedores e, caso pegue vendas para empresas, não terei restrição. Também para ter a seguridade do INSS”, finaliza.

Hoje, Luciane sabe muito bem o que é ser uma besoura! “É ver a possibilidade de negócio e suprir a necessidade de uma pessoa. Os bolos e outros produtos integrais, por exemplo, vieram da necessidade de algumas amigas de consumirem produtos sem farinha branca e açúcar. Eu nem sabia que era empreendedora até fazer o curso. O curso foi o divisor de águas para mim”, finaliza.

Redação: Priscilla Panizzon/Agência Besouro

https://www.facebook.com/luciana.sabino.794

https://www.facebook.com/euquefizdocesdalu/

Outros Cases de Sucesso

Agência Besouro
whatsapp
whatsapp
maps
facebook
instagram
Inovando Sites Criação de Sites Porto Alegre